Total de visualizações de página

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Lua de mel... (Capítulo 133 - Parte 2)


Nos viramos para todos e todos nos aplaudiram. Eu esperava que jogassem arroz, em nós, mas foram pétalas de rosa branca, achei lindo aquilo. Depois todos vieram nos cumprimentar, chorei ao abraçar minha mãe, ela me disse coisas lindas e, logo, a mãe do Luan me abraçou e eu chorei ainda mais.

Ele preparou uma pequena recepção para todos os convidados e ficamos por alguns minutos entre todos e sorríamos sem perceber, estávamos sentindo uma felicidade enorme.

-Vem cá! Ele me puxou para um lugar mais reservado.

-Você é louco! Sorri o olhando.

-Gostou? Olha, eu to tremendo! Ele mostrou as mãos que tremiam.

-Eu amei! Foi tudo lindo meu amor, e nem precisava disso tudo, se você me levasse pra um cartório para assinar só um papel, já seria perfeito...

-Não mais eu queria que...!

-Lú me escuta! –Coloquei um de meus dedos sobre seus lábios, o impedindo de falar. –Tudo, com você, é perfeito! Me ouviu? Eu te amo de uma forma que é inexplicável... Às vezes eu não sei nem sentir, por que é maior que eu! –Sorri com os olhos cheios de lágrimas. –Tudo foi lindo, discreto e nosso! Foi do nosso jeitinho, tudo preparado por você e isso deu o detalhe mais especial, em tudo! Eu sou e sinto isso todos os dias, a mulher mais amada do mundo, você me mostra isso a todo o tempo! Eu estou muito feliz e sou muito feliz! Eu amo seu jeito, seus defeitos e acordar com você ao meu, é o meu presente... Te vivo meu dengo! Sorri e ele me abraçou forte.

-E eu sou feliz em saber que te faço feliz, e que te tenho ao meu lado! Ele falou beijando meu pescoço.

-Tá agora chega de chorar! –Ri enxugando minhas lágrimas, com a ajuda dele. –Vamos voltar pra a nossa festa de casamento? Nossa! To casada! Sorri.

-Não! A gente vai pra nossa lua de mel, agora! A parte mais esperada por mim! Ele sorriu.

-Vamo pra onde? Ah! Tem que avisar as meninas que a gente casou! Sorri.

-No bicuço eu te falo! Já publicaram uma foto da troca de alianças pra elas...

-Vamo tirar a gente mô! Pega seu celular!

-Pronto! Ele pegou o celular.

-Me dá sua mão! Colei nossas mãos e tirei a foto, com as nossas alianças à mostra. 


Postei no twitter com a descrição: "Em minhas digitais já tem um pouco de você...! Melhor presente da minha vida foi ele! Deixa eu dizer; o Luan um dia me mata do coração! Acordei, hoje, e vim para o meu casamento, pois é, casamento surpresa...! Nos completamos, mas sem vocês nada teria o mesmo gosto! ;D"

Voltamos para a festa e logo nos despedimos de todos, iriamos passar três dias em um lugar que eu ainda não sabia, mas dessa vez ele me contaria. Sabia que não era um lugar tão longe, mas sabia que seria maravilhoso. Eu estava sentindo uma felicidade imensa, não sabia explicar.

Seguimos de carro para o aeroporto, ele dirigia. O carro dele estava todo pintado, a galera da banda escreveu, por todo ele; Recém Casados, com uma tinta branca. Eu ri da cara que o Luan fez ao olhar o carro e segurei sua mão e entramos no carro para a nossa lua de mel.

-Posso saber pra onde nós vamos? Perguntei, assim que entramos no bicuço.

-Pra Bonito, Mato Grosso do Sul! Ele sorriu.

-Lá é lindo! Sorri.

-Sabe por que lá? Ele me olhou.

-Não! O olhei sem entender.

-Na hora certa você vai saber!

Seguimos viagem e quando pousamos um carro já nos esperava, para irmos ao hotel, fazenda no meio de um lugar lindo, rodeado de verde. Árvores, enormes, davam o charme daquele lugar, fora tantas outras coisas que nos reservavam.

O hotel era lindo, me encantou a decoração, era simples porém aconchegante. Ele pegou o cartão do quarto e subimos.

-Espera amor! Ele me parou antes que eu entrasse no quarto e me carregou no colo.

-Luan me solta, seu maluco! Sorri.

-Olha, pé direito! Ele entrou no quarto e o funcionário que trazia as nossas malas sorriu ao nos ver.

-Amor, o moço! Olhei para o funcionário, sem graça, depois que o Luan me colocou na cama, sentada.

-Valeu cara! O Luan o ajudou a colocar as malas em um canto e lhe deu uma gorjeta, quando ele saiu.

-Esse lugar é lindo! Levantei indo até a varanda.

-Hoje a gente descansa, pra você ficar bem, e amanhã a gente vai fazer um passeio, bem tranquilo, tá? Ele me abraçou por trás.

-Tá bom! Sorri.

-Vem! Vou cuidar da minha mulher!  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário